Teses, Dissertações e Monografias

Acesse a listagem abaixo para conhecer algumas das teses, dissertações e monografias desenvolvidas pelos alunos de pós-graduação do Departamento de Engenharia de Construção Civil da Escola Politécnica.

A consulta também pode ser feita na biblioteca de Engenharia Civil pelos telefones (11) 3091-5204 e 3091-9023, fax (11) 3091-5125 ou pelo e-mail biblioteca.civil@poli.usp.br.

Para saber o horário e o local das próximas qualificações e defesas, acesse o site Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil – PPGEC. e do ConstruINOVA - Mestrado Profissional em Inovação na Construção Civil.

Para conhecer as diretrizes de elaboração de teses e dissertações clique no link ou acesse o site da Biblioteca Digital.

Importante: a consulta aos arquivos das teses e dissertações fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:

Este trabalho é para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar o nome da pessoa autora do trabalho.

Buscar teses, dissertações e monografias
  • Contribuição para a melhoria dos cursos básicos de desenho técnico através da análise das falhas do seu processo PDF
    • Aluno: Sérgio de Oliveira Vasconcelos
    • Orientador: Alexandre Kawano
    • Categoria: Mestrado
    • Ano: 1998

    Neste trabalho de Dissertação de Mestrado apresenta-se uma identificação e classificação das falhas ocorridas durante a elaboração de Desenhos Técnicos. A metodologia utilizada baseou-se nos procedimentos estabelecidos pelo FMEA (Failure Modesand Effects Analysis - Análise dos Modos e Efeitos das Falhas) que é um método formal de análise de falhas em produtos e processos. As falhas foram identificadas mediante a análise das Normas Brasileiras que fixam os procedimentos para a elaboração de Desenhos Técnicos. Nesta análise foi identificado um conjunto de 81 falhas ocorridas durante a elaboração de Desenhos Técnicos. A cada uma destas falhas foi atribuído um Índice de Ocorrência, um Índice de Gravidade, um índice de Detecção e calculado um Índice de Risco. Com este procedimento, foi possível hierarquizar um conjunto de 31 falhas com Índice de Risco Moderado e Índice de Risco Alto. A seguir foi realizado um levantamento de programas de cursos de Desenho Técnico oferecidos em algumas universidades brasileiras e do exterior, a fim de compará-los com os resultados da classificação das falhas. Na parte final do trabalho apresenta-se uma proposta de um conteúdo programático para um curso básico de Desenho Técnico a ser adotado em universidades brasileiras

  • O projeto no primeiro ano de um curso de engenharia PDF
    • Aluno: Zulind Luzmarina Freitas
    • Orientador: Dante Francisco Victorio Guelpa
    • Categoria: Mestrado
    • Ano: 1998

    Educadores em engenharia, desde a décade de 80, constatam a necessidade de se fazer mudanças curriculares para que o aluno passe da vida acadêmica para a profissional de forma harmoniosa e em sintonia com os problemas que vão se apresentando como desafios para a humanidade. Dentre os vários estudos realizados, muita atenção tem sido dada à atividade de projetar, tentando resgatá-la no currículo. Neste sentido, este trabalho valoriza a atividade de projetar, quando introduzida desde o início do curso, e mostra a sua importância no tratamento de questões referentes ao processo de mudança curricular. Assim, em uma primeira etapa "levantou-se", no âmbito da literatura sobre cognitivismo, a importância do projeto na teoria construtivista e, no âmbito da literatura específica do ensino de engenharia, a importância do projeto nos estudos de estilos de aprendizagem e no dia-a-dia do ser humano. Em seguida, buscou-se verificar quais qualidades os educadores em engenharia julgam como necessárias para o desenvolvimento de um Curso, e o que é esperado dos novos currículos. Procurou-se ainda, na literatura, formas de atuação em instituições de ensino, averiguando quando e como a estratégia de ensino "do tipo projeto" pode ser introduzida. Através de uma análise das várias possibilidades de se introduzir o ensino "tipo projeto" em um curso de engenharia e do estabelecimento de diálogo com professores do Curso de Engenharia Mecânica, da UNESP - Campus de Ilha Solteira (SP),||pode-se, na sequência, conceber uma disciplina de projeto, implementada, no Currículo, no ano de 1997. Por meio desta experiência piloto, constatou-se a eficiência desta forma de abordagem no Ensino de Engenharia, através dos questionários realizados no final da disciplina, dos protótipos confeccionados e de considerações feitas por professores de áreas afins convidados a participarem com sugestões e críticas da estratégia de ensino utilizada e dos (Continua ) ) caminhos encontrados para se resolver o problema proposto. Estes resultados comprovam a atualidade e aplicabilidade do trabalho, principalmente quando se busca a motivação, a interação entre disciplinas, a criatividade, a importância do processo de fabricação, o senso crítico, a auto-estima e o trabalho em grupo. Ao final deste trabalho de pesquisa, é possível concluir que é viável e bastante satisfatório dar oportunidade ao aluno iniciante para formular e resolver problemas; neste contexto é esperado que o aluno vivencie questões como: o trabalho efetivo em grupo, a interdisciplinaridade, a motivação para o Curso, a auto confiança, a valorização de áreas de conhecimento e a criatividade

  • Áreas de risco (associado a escorregamentos) para a ocupação urbana PDF
    • Aluno: Maria Augusta Justi Pisani
    • Orientador: Witold Zmitrowicz
    • Categoria: Doutorado
    • Ano: 1998

    Nesta pesquisa são conciliados com visão multidisciplinar os conhecimentos empíricos e científicos na área de escorregamentos em encostas ocupadas, objetivando subsidiar planejamento, gestão e defesa civil urbana. Os níveis de sensoriamento remoto terrestre, aéreo e orbital, bem como dados do Radar Meteorológico de São Paulo e de pluviômetros são aplicados na identificação das características naturais; das causas antrópicas e dos indícios de instabilidade em áreas de risco associado a escorregamento em encostas urbanas. A avaliação dos resultados desta aplicação indicam parâmetros para a escolha das opções dos níveis de sensoriamento remoto mais adequados para cada aplicação. Foram empregadas imagens orbitais LANDSAT e SPOT, levantamento aerofotogramétrico, cartas da EMPLASA, fotografias aéreas usando como plataforma helicópteros e vistorias de campo. Dados de posto pluviométrico e do Radar Meteorológico de São Paulo foram utilizados no estudo das precipitações na região. A aplicação foi realizada em parte da Região Metropolitana de São Paulo e os resultados da pesquisa mostraram as limitações e os benefícios da utilização de dados de sensoriamento remoto, nos seus diferentes níveis, na detecção e monitoramento das áreas de risco, associado a escorregamentos, para a ocupação urbana

  • Avaliação de desempenho de componentes e elementos construtivos inovadores destinados a habitações PDF
    • Aluno: Cláudio Vicente Mitidieri Filho
    • Orientador: Paulo Roberto do Lago Helene
    • Categoria: Doutorado
    • Ano: 1998

    A partir da industrialização da construção, foi introduzido um grande número de novos produtos nos edifícios habitacionais. A base técnica para verificar a aptidão ao uso destes produtos inovadores é encontrada na avaliação de desempenho, contemplando exigências de desempenho estrutural, segurança ao fogo, estanqueidade, conforto térmico, conforto acústico e durabilidade, entre outras. Nesta tese são apresentadas as razões que justificam a adoção do conceito de desempenho e da metodologia decorrente para a avaliação de soluções inovadoras, bem como a evolução deste conceito através de um histórico de Instituições e pesquisadores que se dedicaram e se dedicam ao assunto, consistindo em um levantamento do estado da arte. Quanto à exigência específica de desempenho estrutural, em função dos objetivos estabelecidos na tese, são enfocados os critérios de desempenho para elementos estruturais e de vedação e os respectivos métodos de avaliação. O enfoque maior deste trabalho é voltado para componentes de vedação vertical, destinados a fachadas e divisórias internas, ressaltando-se as proposições específicas para critérios relativos a impactos de corpo mole e duro, à interação destes elementos comportas externas e internas e relativos a solicitações decorrentes de cargas provenientes de peças suspensas. Para divisórias internas, em função dos critérios propostos e resultados práticos de sua aplicação a paredes internas leves, são sugeridas alterações na||atual normalização brasileira de divisórias internas leves moduladas. Quando do lançamento de um Programa Habitacional envolvendo tecnologias inovadoras, uma dúvida que se coloca aos agentes promotores é a do que considerar para avaliação dos produtos ofertados. Este trabalho apresenta orientações às Companhias de Habitação quanto à definição dos critérios essenciais ou eliminatórios e dos critérios classificatórios de desempenho estrutural a serem adotados. São ) abordadas ainda as contribuições do conceito e da avaliação de desempenho, inserida em processos de homologação ou aprovação técnica de produtos, como instrumentos de melhoria da qualidade da construção habitacional

  • Intervenção habitacional em cortiços na cidade de São Paulo PDF
    • Aluno: Francisco de Assis Comarú
    • Orientador: Alex Kenya Abiko
    • Categoria: Mestrado
    • Ano: 1998

    Este trabalho objetiva apresentar a experiência de uma intervenção habitacional para moradores de cortiços, o Projeto Piloto Celso Garcia. Parte de uma proposta dos movimentos de cortiços de São Paulo à Prefeitura do Município em junho de 1989, este projeto piloto, iniciado em 1991 e encerrado em 1996, representa uma experiência com características particulares. O trabalho enfoca a concepção do projeto piloto, os agentes envolvidos, a inserção urbana, o projeto das unidades e a execução da construção verticalizada pelo sistema de mutirão, com a gestão do empreendimento realizada pela associação de construção. O empreendimento de 182 apartamentos situa-se no Brás, distrito da região central da cidade de São Paulo


Anterior Próximo