Teses, Dissertações e Monografias

Acesse a listagem abaixo para conhecer algumas das teses, dissertações e monografias desenvolvidas pelos alunos de pós-graduação do Departamento de Engenharia de Construção Civil da Escola Politécnica.

A consulta também pode ser feita na biblioteca de Engenharia Civil pelos telefones (11) 3091-5204 e 3091-9023, fax (11) 3091-5125 ou pelo e-mail biblioteca.civil@poli.usp.br.

Para saber o horário e o local das próximas qualificações e defesas, acesse o site Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil – PPGEC. e do ConstruINOVA - Mestrado Profissional em Inovação na Construção Civil.

Para conhecer as diretrizes de elaboração de teses e dissertações clique no link ou acesse o site da Biblioteca Digital.

Importante: a consulta aos arquivos das teses e dissertações fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:

Este trabalho é para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar o nome da pessoa autora do trabalho.

Buscar teses, dissertações e monografias
  • A lei federal de parcelamento do solo (Lei 6766/79) e sua influência no ordenamento da expansão urbana PDF
    • Aluno: Mário Antonio Ferreira Barreiros
    • Orientador: Alex Kenya Abiko
    • Categoria: Mestrado
    • Ano: 1998

    O presente trabalho é voltado para a análise das leis de parcelamento do solo urbano. De modo geral, a expansão territorial das cidades brasileiras realiza-se através do parcelamento do solo urbano, concretizado por meios legais ou ilegais. As análises, desenvolvidas neste trabalho, estão relacionadas com o processo legal de parcelamento do solo na Região Metropolitana de São Paulo, sendo que o foco específico desta dissertação é dirigido para a Lei Federal 6.766/79 e inclui dois estudos de caso no Município de Mogi das Cruzes. A expansão urbana, através de novos loteamentos, a partir de 19 de dezembro de 1979 passou a ser regida pela Lei Federal 6.766/79, que inseriu algumas regras a este processo, que nunca tinham existido antes, como a obrigatoriedade da doação ao município de uma quota mínima de 35% da área loteada. Esta quota de terreno deve ser destinada ao sistema viário, equipamentos comunitários públicos, tais como: escolas, bibliotecas, parques, delegacias de polícia, áreas verdes e outros usos públicos. A Lei Federal também estabeleceu os padrões mínimos para lotes, e outras recomendações. Estas regras possuem conceitos que não existiam antes na legislação federal de parcelamento dosolo urbano. Por tal razão, estas regras foram questionadas por técnicos, políticos e empresários desde sua publicação. Este trabalho busca obter o significado real da Lei Federal 6.766/79 e seus reflexos no ambiente urbano

  • Reconstituição de traço de argamassas PDF
    • Aluno: Valdecir Angelo Quarcioni
    • Orientador: Maria Alba Cincotto
    • Categoria: Mestrado
    • Ano: 1998

    A pesquisa aborda o Método IPT de reconstituição de traço de argamassas aplicando-o em três argamassas simples, oito argamassas mistas de cimento CP II E-32, cal hidratada cálcida CHI e cal hidratada dolomítica CHIII e, três misturas prontas simulando argamassas industrializadas. O estudo teve como objetivo adequar o Método IPT a argamassas produzidas com materiais atuais de mercado, cujas especificações sofreram alterações substanciais. Na caracterização química das argamassas foram aplicados ensaios gravimétricos e titrimétricos, preconizados pelo Método IPT. Paralelamente foram determinados silício, cálcio, ferro e alumínio por espectrofotometria de absorção atômica, mostrando-se uma técnica alternativa viável, levando em conta as características do método para cada elemento. O Método IPT apresentou boa reprodutibilidade dos traços calculados a partir dos resultados da análise química em relação aos traços de dosagem, confirmando sua atualidade e, adequação para controle de argamassas industrializadas. Os dados experimentais permitiram sugerir uma correção no cálculo da proporção de agregado, no caso de argamassas com cal hidratada, de forma a refinar o resultado do traço. Esse cálculo foi informatizado através de planilha interativa de cálculos, facilitando a sua aplicação. A metodologia pareceu adequada para elaboração de norma técnica nacional

  • Mutirão habitacional PDF
    • Aluno: Viviane Palombo Concilio
    • Orientador: Alex Kenya Abiko
    • Categoria: Mestrado
    • Ano: 1998

    Este trabalho analisa as principais características necessárias para que os processos e sistemas construtivos sejam adequados à autoconstrução habitacional coletiva, também chamada de mutirão. Em sua primeira parte é feito um relato sobre o desenvolvimento dos mutirões no Brasil, os programas governamentais e a organização das comunidades para este fim. A seguir, são discutidas algumas premissas básicas necessárias aos processos e sistemas construtivos destinados à construção através do mutirão. Na última parte deste trabalho, serão apresentados os resultados da participação no desenvolvimento de um processo construtivo desenvolvido especialmente para a autoconstrução

  • Um sistema para planejamento econômico-financeiro de empreendimentos imobiliários PDF
    • Aluno: Eliane Simões Martins
    • Orientador: João da Rocha Lima Júnior
    • Categoria: Doutorado
    • Ano: 1998

    O trabalho trata do desenvolvimento de um sistema para planejamento financeiro de empreendimentos imobiliários, baseado no estudo da necessidade de informações para as ações e decisões inerentes ao processo, considerando-se o caráter sistêmico das operações envolvidas. O objetivo é estabelecer uma metodologia para o planejamento econômico-financeiro de empreendimentos, desde a fase de análise da qualidade para viabilização até o controle da obra, que possibilite ao empreendedor, na fase de concepção, decidir sobre as condições de viabilidade do empreendimento a partir do seu referencial para parâmetros de rentabilidade, e ao planejador realizar a programação da produção e da utilização de recursos e o controle, de forma que os parâmetros de rentabilidade desejados sejam perseguidos, durante o desenvolvimento do empreendimento. Na análise da qualidade para viabilização econômico-financeira o que se vai simular são as transações financeiras com o objetivo de se obter o fluxo de caixa esperado para o empreendimento, para daí se extrair indicadores de desempenho e análise de riscos que levarão o empreendedor a se orientar sobre investir ou não no empreendimento. A programação da utilização de recursos e estimativa do custo do empreendimento é derivada da programação da produção, esta realizada com a simulação da execução do empreendimentos, pela técnica CPM(Critical Path Method). O objetivo é definir metas de programação para o controle, no sentido de serem realizados||esforços no sentido de atingir os parâmetros de qualidade estabelecidos pelo empreendedor. O controle de custos tem por objetivo manter os custos de produção próximos ao orçamento, e se desvios, mesmos que potenciais, forem detectados, medidas de reprogramação deverão ser adotadas. O controle financeiro será realizado para as contas a pagar e a receber para o período seguinte ao período de análise, de forma a garantir a cobertura das contas de ) custeio, e para o período em análise para avaliar se os indicadores de desempenho estão de acordo com as expectativas estabelecidas na fase anterior. O período de acompanhamento será definido pelo usuário de acordo com as necessidades de cada empreendimento. Dessa forma, o sistema constitui-se numa ferramenta de planejamento para o gerenciamento econômico-financeiro de empreendimentos imobiliários, capaz de fornecer informações de qualidade e levar a empresa amaior lucratividade e competividade no setor

  • Modelo para previsão do comportamento de aquecedores de acumulação em sistemas prediais de água quente PDF
    • Aluno: Aron Lopes Petrucci
    • Orientador: Eduardo Ioshimoto
    • Categoria: Mestrado
    • Ano: 1998

    O presente trabalho propõe um método, baseado em diferenças finitas de tempo, que permite, dado um perfil de consumo de água quente, à temperatura de utilização ou de saída do aquecedor de acumulação, prever o comportamento desse tipo de aquecedor, inserido em um sistema predial de água quente. Apresenta-se de início uma revisão dos métodos mais utilizados, no Brasil, para o dimensionamento de aquecedores de acumulação; seguido do estudo de cada componente relevante, do aquecedor e do sistema predial de água quente, propondo-se a seguir, o método para previsão de seu comportamento. Ao final são apresentados os registros do comportamento de um aquecedor típico, submetido a ensaio, assim como comparativos com a previsão desses resultados através do modelo proposto. Por fim, tem-se um modelo adequado, a menos de pequenas restrições, a satisfazer as exigências de cálculo da NBR-7198/93, assim como proporcionar melhores resultados, em termos de dimensionamento e verificação de funcionamento, aos diversos sistemas prediais de água quente


Anterior Próximo