Teses, Dissertações e Monografias

Acesse a listagem abaixo para conhecer algumas das teses, dissertações e monografias desenvolvidas pelos alunos de pós-graduação do Departamento de Engenharia de Construção Civil da Escola Politécnica.

A consulta também pode ser feita na biblioteca de Engenharia Civil pelos telefones (11) 3091-5204 e 3091-9023, fax (11) 3091-5125 ou pelo e-mail biblioteca.civil@poli.usp.br.

Para saber o horário e o local das próximas qualificações e defesas, acesse o site Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil – PPGEC. e do ConstruINOVA - Mestrado Profissional em Inovação na Construção Civil.

Para conhecer as diretrizes de elaboração de teses e dissertações clique no link ou acesse o site da Biblioteca Digital.

Importante: a consulta aos arquivos das teses e dissertações fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:

Este trabalho é para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar o nome da pessoa autora do trabalho.

Buscar teses, dissertações e monografias
  • Análise comparativa de métodos de ensaio para caracterização do comportamento mecânico de concreto reforçado com fibras PDF
    • Aluno: Renan Pícolo Salvador
    • Orientador: Antonio Domingues de Figueiredo
    • Categoria: Mestrado
    • Ano: 2012

    O emprego de fibras para reforço de concreto é uma técnica bastante conhecida e estudada mundialmente. As mais conhecidas e estudadas são as fibras de aço, embora utilização das macrofibras poliméricas esteja amplamente difundida no mercado brasileiro. Entretanto, a caracterização do comportamento mecânico de concretos reforçados com essas macrofibras ainda deve ser mais bem avaliada. Dentre os diversos métodos utilizados para essa finalidade, os ensaios realizados com sistema fechado de controle de velocidade de deslocamento fornecem resultados mais confiáveis. A principal vantagem conferida por esse sistema está na avaliação desses compósitos em baixo nível de fissuração com maior acurácia. O desempenho desses compósitos foi estudado segundo as normas ASTM C1609 (2010), ASTM C1399 (2010) e EN 14651 (2007) e o método JSE-SF4 (1984). Os quatro procedimentos prescrevem ensaios de flexão de corpos-de-prova prismáticos para determinação da resistência residual pós-fissuração e da tenacidade. Os procedimentos americanos e o método japonês prescrevem configuração de aplicação de carga por dois cutelos superiores, posicionados sobre o terço médio do corpo-de-prova. Já a configuração do método europeu é de aplicação de carga por apenas um cutelo superior, centralizado em relação ao vão de ensaio, com corpos-de-prova com entalhe na face inferior. Foram estudadas uma macrofibra de polipropileno, nas dosagens de 0,22, 0,33, 0,50, 0,66, 0,82 e 1,0% em volume em três matrizes de concreto, com resistências médias à compressão de 30, 35 e 40MPa, e uma fibra de aço, nas dosagens de 0,19, 0,32 e 0,45% em volume em uma matriz de resistência média à compressão de 35MPa.||Foi observado que a utilização da velocidade de deslocamento do corpo-de-prova como parâmetro de controle do ensaio forneceu boas condições de avaliação do compósito, devido à redução da instabilidade pós-pico. Com isso, a determinação da resistência residual do compósito nos níveis iniciais de deslocamento e fissuração da matriz foi mais bem caracterizada. Pela análise e comparação dos resultados, foram formuladas equações para estabelecer correlações entre os diferentes métodos de ensaio. Com o modelo de regressão utilizado na análise estatística foi possível verificar que a resistência à compressão da matriz, o tipo e o teor de fibra são as variáveis independentes que mais influenciam os resultados de resistência residual. Foi necessário estabelecer correlações para cada tipo de fibra separadamente, pois o comportamento de slip-softening ou de slip-hardening influencia as funções obtidas.

  • Comportamento de mistura de sistemas cimentícios multifásicos reativos PDF
    • Aluno: Marylinda Santos de França
    • Orientador: Rafael Giuliano Pileggi
    • Categoria: Mestrado
    • Ano: 2012

    Sistemas multifásicos reativos, como as argamassas, vêm sendo bastante estudados e explorados das mais diversas formas ao longo dos anos. A mistura é uma das etapas do processamento desses sistemas que, devido à aparente simplicidade operacional tem sido de certa forma negligenciada. A qualidade do processo de mistura exerce influência direta no comportamento reológico e nas propriedades no estado endurecido. Nesse contexto, os objetivos da pesquisa consistem em avaliar a influência de parâmetros que interferem no comportamento de mistura (tempo, taxa de adição de água e velocidade de mistura do equipamento), no intuito de entender o fenômeno físico envolvido, sugerindo técnicas de análise para estudá-los e propor procedimentos mais adequados para a mistura em laboratório de argamassas. O trabalho de pesquisa compreende duas etapas. A primeira trata da avaliação dos parâmetros que influenciam a mistura e estabelece técnicas para analisar a curva de mistura, obtida no reômetro rotacional tipo planetário desenvolvido na POLI-USP, e a segunda etapa, estuda diferentes procedimentos de mistura de argamassas em laboratório e os compara com o procedimento da ABNT NBR13276/2005. No estado fresco emprega-se a reometria rotacional (curva de mistura + ciclos de cisalhamento) e squeeze-flow (na segunda etapa do trabalho) para avaliação do comportamento reológico. No estado endurecido, as propriedades mecânicas são verificadas por meio de resistência à tração por compressão diametral, módulo de elasticidade dinâmico e porosidade. Os resultados obtidos na primeira etapa, indicam que a técnica empregada na análise das curvas mostra ser apropriada para avaliar o fenômeno físico envolvido na dispersão e homogeneização das partículas do sistema durante a mistura.||Na segunda etapa, o estudo de diferentes procedimentos de mistura em laboratório, aponta que introduzir o líquido nos materiais sólidos, nas condições analisadas, tende a produzir sistemas mais fluidos. Dependendo da composição dos sistemas, estes podem ser mais ou menos suscetíveis ao processo de mistura. E, por fim, no estado endurecido, as propriedades avaliadas indicam que um processo de mistura adequado conduz a resultados satisfatórios no material endurecido, com redução da porosidade e melhor desempenho do produto final.

  • Método para estimar custos diretos da execução de edifícios PDF
    • Aluno: Camila Seiço Kato
    • Orientador: Ubiraci Espinelli Lemes de Souza
    • Categoria: Mestrado
    • Ano: 2012

    O trabalho de mestrado propõe um método para estimar custos diretos de edificações, através da análise de fatores que comparam o edifício a ter o custo prognosticado com outro tomado como referência. Esta ferramenta é muito útil na medida em que a análise de custos durante o estudo de viabilidade auxilia as empresas de Construção Civil a tomar decisões importantes, tais como a compra do terreno, o lançamento do empreendimento, a escolha da concepção arquitetônica da edificação, entre outras. O método utilizado para a elaboração desta ferramenta foi a modelagem, pois utilizou-se de análises paramétricas para descrever o funcionamento do prognóstico de custos. A simulação da ferramenta desenvolvida foi feita para o serviço de alvenaria estrutural, e envolveu levantamento bibliográfico para conhecer e quantificar os aspectos técnicos e arquitetônicos que influenciam o custo deste serviço. O método proposto, apesar de ter um desenvolvimento complexo, possui vantagens em relação a outros estudados na revisão bibliográfica, tais como: precisão, rapidez na utilização em alvenaria estrutural, entendimento de fatores influenciadores, possibilidade de atualização do método, utilização por diferentes empresas, comparação de diferentes projetos arquitetônicos.

  • Gerenciamento de obras construídas por mutirão PDF
    • Aluno: Patrícia Mendes Silva
    • Orientador: Luiz Reynaldo de Azevedo Cardoso
    • Categoria: Mestrado
    • Ano: 2012

    O objetivo deste trabalho é estudar o sistema mutirão, utilizado ainda por alguns órgãos públicos a fim de reduzir os custos da obra e ajudar na redução do déficit habitacional. O foco deste trabalho é apresentar a metodologia de gerenciamento criada e utilizada pela CDHU no Vale do Paraíba. Serão avaliadas seis obras executadas no Vale do Paraíba, através desse sistema, onde foi aplicada essa metodologia. A luz dessa metodologia, os estudos de caso serão avaliados nos parâmetros de custos, qualidade, produtividade e prazos. Também serão apresentados dados de referência de obras de empreitada global (convencional), comparando-as com o sistema de mutirão. Com esse fim, o trabalho apresenta uma revisão bibliográfica sobre mutirão e provisão habitacional, conceitos e aplicações do gerenciamento de obras ao sistema de mutirão, e os estudos de caso. Concluiu-se que a aplicação da metodologia de gerenciamento nos empreendimentos, mostrou-se eficaz nos parâmetros mencionados, principalmente quando comparados aos da empreitada global.

  • Emprego de agentes retardadores em substituição aos desmoldantes convencionais na moldagem do concreto para recebimento do revestimento de argamassas PDF
    • Aluno: Mirella Pennacchi Assali
    • Orientador: Kai Loh
    • Categoria: Mestrado
    • Ano: 2012

    As estruturas de concreto são moldadas em formas tratadas com desmoldantes e sua presença dificulta a adesão da argamassa fresca, com posterior descolamento no estado endurecido. Este estudo tem por objetivo explorar o potencial de uso de agentes retardadores em substituição aos desmoldantes convencionais na moldagem de concreto para obtenção de superfícies com maior capacidade de ancoragem das argamassas. A viabilidade do uso de agentes retardadores foi verificada determinando-se de modo comparativo a resistência de aderência à tração da argamassa e do chapisco aplicados sobre corpos de prova de concreto moldados com formas de madeira plastificada tratadas com agente retardador e com desmoldante convencional. O ensaio de aderência mostrou que a utilização de agentes retardadores possibilita maior facilidade para a remoção da camada superficial do concreto, resultando em aumento de rugosidade e absorção superficial, permitindo maior resistência de aderência da argamassa e chapisco. Posteriormente, foram coletados agentes retardadores do mercado e avaliados: desempenho na aplicação sobre as formas, impacto dos produtos na saúde do trabalhador e no meio ambiente, e o efeito retardador na hidratação do cimento. Também foram avaliados quanto: a aplicabilidade dos produtos e sua influência no preparo da superfície para o recebimento da argamassa quando tratadas com produtos retardadores e convencionais em três tipos de formas. O estudo mostrou que o uso de agente retardador pode ser uma técnica viável para reduzir os problemas de descolamento do revestimento aplicado sobre superfícies de concreto. Através dos ensaios específicos desenvolvidos e adaptados para esta pesquisa, foi possível identificar que existem diferenças de comportamentos entre os produtos, sendo eles convencionais ou retardadores, e que os tipos de forma influenciam nestes comportamentos.||Foi verificado também que as formas mais simples e com custos menores podem ser mais apropriadas para utilização destes produtos.


Anterior Próximo
    1. . .  13    14    15    16    17    18    19    20    21    22  . . . 157