Teses, Dissertações e Monografias

Acesse a listagem abaixo para conhecer algumas das teses, dissertações e monografias desenvolvidas pelos alunos de pós-graduação do Departamento de Engenharia de Construção Civil da Escola Politécnica.

A consulta também pode ser feita na biblioteca de Engenharia Civil pelos telefones (11) 3091-5204 e 3091-9023, fax (11) 3091-5125 ou pelo e-mail biblioteca.civil@poli.usp.br.

Para saber o horário e o local das próximas qualificações e defesas, acesse o site Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil – PPGEC. e do ConstruINOVA - Mestrado Profissional em Inovação na Construção Civil.

Para conhecer as diretrizes de elaboração de teses e dissertações clique no link ou acesse o site da Biblioteca Digital.

Importante: a consulta aos arquivos das teses e dissertações fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:

Este trabalho é para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar o nome da pessoa autora do trabalho.

Buscar teses, dissertações e monografias
  • Desenvolvimento de método para medida de permeabilidade superficial de revestimentos de argamassa PDF
    • Aluno: Daniel Tourinho Sentone
    • Orientador: Rafael Giuliano Pileggi
    • Categoria: Mestrado
    • Ano: 2011

    O fenômeno de permeabilidade refere-se à capacidade com que um fluido é transportado através de um meio poroso, impulsionado por gradiente de pressão entre material e meio externo. Agentes de degradação são conduzidos ao interior de argamassas e concretos impelidos através desse tipo de fenômeno. Por isso, considera-se a permeabilidade como um dos principais parâmetros referentes à durabilidade e vida útil de materiais cimentíceos. Além disso, como esse tipo de avaliação está relacionada às condições estruturais dos vazios capilares de meios porosos, esse tipo de medida pode prover um indicativo das condições da estrutura porosa das argamassas no momento do ensaio, servindo ainda como método de controle de qualidade e avaliação dos processos de produção. Portanto, um novo procedimento de medida de permeabilidade ao ar, em regime de escoamento transiente, foi desenvolvido para avaliação de argamassas de revestimento através do método de vaccum-decay. O potencial do processo não se restringe apenas na determinação dos parâmetros clássicos de permeabilidade propostos por Henry Darcy, mas na avaliação das curvas de recuperação de pressão que fornecem um indicativo das condições microestruturais de diferentes estados da estrutura de meios porosos. Além disso, trata-se de um ensaio portátil, não destrutivo e de baixo custo de implementação para avaliação de argamassas de revestimento in situ. Para isto, neste trabalho foram avaliadas diferentes formulações de argamassas de revestimento tanto em ambiente laboratorial quanto in situ, em comparação ao método de Cembureau (referência), e se existe relação entre as duas diferentes condições apresentadas.||A profundidade alcançada por esse tipo de ensaio superficial é uma dúvida recorrente deste e outros ensaios da mesma natureza, e por isso foi considerado no desenvolvimento do plano experimental. Ainda, as diferentes direções do fluxo de ar durante a medida podem influenciar as determinações das permeabilidades para diferentes configurações de experimentos realizados, e também foram considerados no desenvolvimento do método.

  • Proposta de um método aberto de projeto de produto - três alternativas de criação PDF
    • Aluno: Willyams Bezerra de Mello
    • Orientador: Brenda Chaves Coelho Leite
    • Categoria: Mestrado
    • Ano: 2011

    Com a evolução da tecnologia da informação, o modo de trabalho das pessoas nos escritórios tem mudado significativamente. Cada vez mais, há o acréscimo de equipamentos que dissipam calor nas estações de trabalho, criando zonas térmicas diferentes no mesmo ambiente, provocando desconforto térmico para as pessoas. Os sistemas de climatização convencionais não têm sido a solução mais apropriada para resolver as questões de preferências térmicas individuais. Estudos no campo de conforto personalizado demonstram a necessidade de se desenvolver um sistema de distribuição de ar que permita ao usuário controlar, individualmente, as condições térmicas no seu posto de trabalho. Neste contexto, um equipamento dessa natureza foi idealizado pela orientadora deste trabalho e nesse processo foi identificada a necessidade de se elaborar um método de desenvolvimento de produto com características acadêmicas para ser usado na concepção e construção do dispositivo em questão. Para atender a essa necessidade, um método de projeto foi proposto neste trabalho para ser aplicado na área de desenvolvimento tecnológico de produto e/ou novos produtos, tendo como estudo de caso o dispositivo de conforto personalizado que foi desenvolvido paralelamente por um escritório de design. O método proposto se baseou em outros métodos de projeto já consagrados e foi adequado para o que se propõe considerando seus aspectos positivos. O método proposto neste trabalho é aberto e adota três processos criativos, baseado em pesquisas nas áreas de estética, materiais, ergonomia e comportamento humano e na pesquisa científica. O método permite a inter-relação de design, tecnologia de material e engenharia para satisfazer aos pré-requisitos técnicos quanto à funcionalidade, forma, estética e custo.||O método é um modelo totalmente desenvolvido no âmbito acadêmico e foi validado pelo estudo de caso, quando se procedeu à comparação do método proposto com o utilizado pelo escritório de desgin que desenvolveu o dispositivo propriamente dito. Pela análise comparativa dos dois métodos foi possível concluir que o método proposto é adequado para se desenvolver um produto tanto no meio acadêmico quanto na indústria. Além disso, ele apresenta um diferencial com relação aos métodos considerados: sua estrutura aberta – circular e radial estimula as interferências no decorrer do projeto, fazendo com que etapas sejam acrescentadas, retiradas e/ou desdobradas de acordo com os objetivos específicos do produto em questão.

  • Projeto para produção de vedações verticais em alvenaria em uma ferramenta CAD-BIM PDF
    • Aluno: Ari Monteiro
    • Orientador: Eduardo Toledo Santos
    • Categoria: Mestrado
    • Ano: 2011

    Este trabalho propõe uma metodologia para representar o PPVVA (Projeto para Produção de Vedações Verticais em Alvenaria) em ferramentas CAD-BIM de maneira a não degradar significativamente o desempenho de manipulação do modelo BIM devido à grande quantidade de componentes. Ao mesmo tempo, propõe uma linguagem computacional para descrever modulações de alvenaria e a especificação de novas funcionalidades nos CAD-BIM para automatizar algumas atividades do PPVVA. A pesquisa foi organizada adotando-se a seguinte metodologia: (i) avaliação dos principais CAD-BIM do mercado; (ii) levantamento de requisitos de representação dos objetos do PPVVA; (iii) especificação do modelo de representação; (iv) implementação do modelo e (v) definição de um fluxo de trabalho para utilização do modelo proposto. A avaliação dos principais CAD-BIM possibilitou verificar as limitações destas aplicações no atendimento dos requisitos de representação do PPVVA e a necessidade de adequação destas aplicações para esse uso. A partir entrevistas com projetistas de vedações foi possível coletar e sistematizar regras, que serviram de base à elaboração do modelo de representação proposto. Uma das idéias chave deste modelo de representação é a especificação de uma linguagem de descrição especializada em modulações de alvenaria chamada de MMDL (Masonry Modulation Description Language). A utilização da MMDL mostrou-se uma alternativa interessante para representar implicitamente os elementos do PPVVA. Uma abordagem de representação explícita, por meio de famílias de objetos, também foi utilizada. Embora esta abordagem demande mais recursos da aplicação, ela oferece maior flexibilidade ao projetista na manipulação direta de cada elemento da modulação de alvenaria.||Para contornar o problema de desempenho da representação explícita foi utilizado o conceito de referência a arquivos externos de detalhamento, o que permite segmentar modelos complexos em modelos menores que podem ser manipulados com maior facilidade dentro do CAD-BIM. Com base nestas características do modelo proposto, espera-se que este possa servir como uma boa alternativa para minimizar o problema de desempenho na manipulação de modelos BIM gerados por projetistas de vedações.

  • Implementação de sistema integrado para gestão de contratos de obras de edificações em empresas de construção civil PDF
    • Aluno: Regiane Grigoli Pessarello
    • Orientador: Silvio Burrattino Melhado
    • Categoria: Mestrado
    • Ano: 2011

    Este trabalho busca entender o processo de implementação de sistema integrado para gestão de contratos de obras de edificações em empresas de construção civil e tem como objetivo apresentar os motivos para a implementação, bem como a aplicação das práticas de gestão no mesmo, tomando-se como base o EBS – E-business suite, que representa essa classe de sistemas. Tendo em vista que os sistemas integrados possuem conceitos de gestão de projetos embutidos, também são definidas e diagnosticadas as práticas para gestão de contratos e apresentados os níveis de gestão e os principais macroprocessos de empresas construtoras, já que o sistema integrado deverá permear entre eles. Para a elaboração do trabalho foram realizadas revisão bibliográfica, entrevistas com profissionais da área de planejamento e controle e da área de implementação de sistemas, estudos empíricos e exploratórios acerca do processo de implementação de sistemas, além de três estudos de caso em empresas construtoras que fizeram a implementação do sistema (EBS) recentemente. Como resultado principal deste estudo são identificados os aspectos do processo de implementação, a estratégia das construtoras e os critérios estabelecidos, sendo proposta uma diretriz que poderá contribuir para a implementação de sistemas de gestão em outras empresas construtoras.

  • Avaliação de pilares de concreto armado colorido de alta resistência, submetidos a elevadas temperaturas PDF
    • Aluno: Carlos Amado Britez
    • Orientador: Paulo Roberto do Lago Helene
    • Categoria: Doutorado
    • Ano: 2011

    Apesar da quantidade de variáveis envolvidas, ainda persiste uma dúvida na comunidade acadêmica sobre o comportamento do concreto de alta resistência em situação de incêndio, considerando-o como mais ou menos suscetível à ocorrência do fenômeno de desplacamento (spalling) tipo explosivo. Em parte, essa dúvida decorre do fato de que, muitas vezes, os programas experimentais são conduzidos em amostras envolvendo corpos-de-prova padronizados, cilíndricos ou cúbicos, que não levam em consideração a influência de parâmetros relacionados com as dimensões dos elementos estruturais nem com a taxa e configuração das armaduras. Outros aspectos relevantes, como o tipo de agregado utilizado na mistura de concreto, bem como a idade e umidade interna do elemento ensaiado, dificilmente são abordados nas pesquisas e, muitas vezes, simplesmente são omitidos, o que dificulta a visão ampla e real do comportamento térmico do concreto de alta resistência. Esta pesquisa apresenta um programa experimental pioneiro realizado no Brasil em um pilar de concreto de alta resistência, armado, colorido, com idade de oito anos, fc,8anos de 140Mpa, agregado graúdo basalto, agregado miúdo quartzo, seção transversal de 70cm x 70cm, 200cm de altura, ensaiado sem carregamento e com exposição de três faces pelo período de 180 minutos (3h), sob as temperaturas da curva padrão de incêndio ISSO 834. O pilar protótipo ensaiado é réplica dos pilares reais do edifício e-Tower, construído em 2002, na cidade de São Paulo, Brasil. Os resultados obtidos demonstraram que, neste caso, o concreto colorido de alta resistência comportou-se de forma íntegra frente ao fogo e que a utilização de pigmento à base de óxido de ferro, pode atuar também como um excelente termômetro natural, auxiliando na avaliação da estrutura pós-incêndio.


Anterior Próximo
    1. . .  21    22    23    24    25    26    27    28    29    30  . . . 157