Teses, Dissertações e Monografias

Acesse a listagem abaixo para conhecer algumas das teses, dissertações e monografias desenvolvidas pelos alunos de pós-graduação do Departamento de Engenharia de Construção Civil da Escola Politécnica.

A consulta também pode ser feita na biblioteca de Engenharia Civil pelos telefones (11) 3091-5204 e 3091-9023, fax (11) 3091-5125 ou pelo e-mail biblioteca.civil@poli.usp.br.

Para saber o horário e o local das próximas qualificações e defesas, acesse o site Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil – PPGEC. e do ConstruINOVA - Mestrado Profissional em Inovação na Construção Civil.

Para conhecer as diretrizes de elaboração de teses e dissertações clique no link ou acesse o site da Biblioteca Digital.

Importante: a consulta aos arquivos das teses e dissertações fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:

Este trabalho é para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar o nome da pessoa autora do trabalho.

Buscar teses, dissertações e monografias
  • Método de formulação de argamassas de revestimento baseado em distribuição granulométrica e comportamento reológico PDF
    • Aluno: Fábio Alonso Cardoso
    • Orientador: Vanderley Moacyr John
    • Categoria: Doutorado
    • Ano: 2009

    O desempenho final das argamassas depende das matérias-primas e de suas proporções na formulação, pois estas determinam o comportamento do material na etapa de aplicação e a microestrutura final do material endurecido. Entre as patologias de revestimentos, a falha de aderência é um dos fenômenos mais freqüentes, sendo originada pela incompatibilidade entre o comportamento reológico da argamassa e a energia de lançamento utilizada, resultando em defeitos na interface argamassa substrato. A adequação das características reológicas das argamassas às solicitações envolvidas na aplicação fornece condições de processamento mais favoráveis para a obtenção das máximas propriedades finais do revestimento. Assim, o objetivo do trabalho é desenvolver critérios de formulação, baseados nas características das matérias-primas, nos modelos de empacotamento de partículas e nos comportamentos reológicos, de modo a obter um método de formulação de argamassas. O método de squeeze-flow foi desenvolvido com sucesso para avaliação reológica de argamassas, sendo as principais variáveis experimentais foram estudadas, assim como o efeito do tipo de mistura no comportamento reológico. Procedimento para quantificação da segregação pasta-agregado foi criado, tendo em vista o intenso efeito que este fenômeno exerce sobre o comportamento reológico em squeeze-flow, especialmente em baixas velocidades. Foi ainda comprovado que o squeeze-flow tem boa relação com a percepção do||pedreiro, principalmente, nas etapas de lançamento e aperto. Diversas argamassas nacionais e européias foram caracterizadas, resultando em um mapeamento das características de formulação, do comportamento reológico e das propriedades no estado endurecido. ) Através da aplicação de conceitos de empacotamento e distância de separação de partículas, foi verificado que a otimização do empacotamento de agregados permite um melhor aproveitamento da pasta para promover argamassas com comportamento reológico mais adequado à aplicação ou com menor consumo de finos e água. As correlações estabelecidas entre as características no estado fluido e as propriedades no estado endurecido permitem prever o comportamento das propriedades no estado endurecido com boa confiabilidade. Por fim, são descritas diretrizes sistemáticas para a formulação de argamassas considerando requisitos de desempenho tanto no estado fresco quanto no endurecido

  • Diretrizes de projeto para melhorar a produtividade na montagem de componentes pré-cortados e pré-dobrados de aço para estruturas de concreto armado de edifícios PDF
    • Aluno: Jamil José Salim Neto
    • Orientador: Ubiraci Espinelli Lemes de Souza
    • Categoria: Mestrado
    • Ano: 2009

    Este trabalho discute caminhos para tornar o projeto de detalhamento da armadura um indutor da melhoria da produtividade da mão-de-obra no serviço de armação. Uma revisão bibliográfica inicial precede a apresentação de estudos de campo, que foram realizados para se entender como a produtividade em armação varia. Tal entendimento (expresso na forma de faixas de variação da produtividade e apresentação dos fatores influenciadores) deu apoio a entrevistas com projetistas, visando levantar suas opiniões sobre as alterações no projeto, levando à melhoria da produtividade, que seriam mais viáveis de serem adotadas. Em paralelo, estudaram-se as diferentes formas de apresentação dos projetos de detalhamento da armadura e, uma vez descritas estas possibilidades, coletaram-se as opiniões de gestores da produção sobre as formas de representação mais convenientes. Todos estes conhecimentos, de base teórica e empírica, servem de subsídio para a tomada de decisões sobre diretrizes a serem seguidas na futura elaboração de projetos de detalhamento da armadura, o que é bastante desejável no sentido de se aumentar a competitividade das empresas de construção de edifícios.

  • Práticas recomendadas para a gestão mais sustentável de canteiros de obras PDF
    • Aluno: Viviane Miranda Araújo
    • Orientador: Francisco Ferreira Cardoso
    • Categoria: Mestrado
    • Ano: 2009

    A construção sustentável é uma condição essencial para o alcance do desenvolvimento sustentável da sociedade. Para isso, é necessário preocupar-se com a sustentabilidade de toas as etapas do ciclo de vida de um empreendimento, desde sua concepção, passando pelo projeto, construção, manutenção, até sua demolição, considerando sempre as três dimensões da sustentabilidade: econômica, social e ambiental. Portanto, destaca-se o estudo da redução dos impactos negativos da etapa de construção de empreendimentos na medida em que a indústria da construção civil, além de grande consumidora de recursos naturais, é forte de diversos impactos negativos causados ao meio ambiente. Dessa forma, o objetivo desta pesquisa é propor práticas a serem adotadas por empreendedores e empresas construtoras e seus subcontratados em seus canteiros de obras, visando a um processo de produção de edifícios mais sustentável em áreas urbanas. Essas práticas envolvem diretrizes tecnológicas e gerenciais, além de um guia, que propõe uma estratégia para implantação de canteiros de obras mais sustentáveis. A pesquisa, de propósito exploratório e caráter qualitativo, foi desenvolvida por meio de estudos teóricos, envolvendo revisão bibliográfica nacional e internacional, assim como observações em campo. Como principais resultados, apresentam-se: a evolução da matriz de correlação de aspectos e impactos ambientais de canteiros de obras de edifícios; a formulação de conjunto de diretrizes tecnológicas e gerenciais que visem a um processo de produção mais sustentável em canteiros de obras; e a elaboração de um guia para implantação de um canteiro de obras mais sustentável.

  • Contribuição para avaliação da compatibilidade eletroquímica entre argamassas de reparo e concreto carbonatado PDF
    • Aluno: José Luís Serra Ribeiro
    • Orientador: Silvia Maria de Souza Selmo
    • Categoria: Doutorado
    • Ano: 2009

    A durabilidade das estruturas de concreto tem se tornado um assunto de interesse mundial nas últimas duas décadas. Os custos econômicos associados a reparos de estruturas de concreto são cada vez maiores, e tem crescido a incidência de insucessos nessas intervenções. No Brasil, a técnica de intervenção corretiva mais utilizada é a de reparos localizados com argamassas à base de cimento Portland, modificadas com polímeros. Uma das patologias mais comumente apresentadas, quando essa técnica é utilizada, é a volta da corrosão, porém localizada em área adjacente ao reparo, que antes estava protegida. Isto ocorre com maior freqüência em estruturas de concreto aparente ou naquelas com condições muito críticas de exposição dos elementos estruturais à umidade. Esse tipo de deterioração, conhecido na literatura como ânodo incipiente, decorre das mudanças nas características eletroquímicas do meio que envolve o aço na região do reparo, em relação ao concreto original, e pode levar a um desequilíbrio de potencial eletroquímico entre as regiões da barra de aço nesses meios, dando origem à corrosão por macrocélula. O presente trabalho consiste em uma discussão sobre os princípios eletroquímicos envolvidos na compatibilidade entre a argamassa de reparo e o concreto da estrutura, assim como sobre o mecanismo de deterioração de reparos, decorrente da incompatibilidade; desenvolve um estudo para o estabelecimento de um método de avaliação da compatibilidade eletroquímica entre as||argamassas de reparo e o substrato; por fim, propõe uma escala para a interpretação dos efeitos da diferença de potencial, entre os trechos da barra de aço no reparo e no substrato, na intensidade de corrente de macrocélula entre essas áreas

  • Avaliação da influência do choque térmico na aderência dos revestimentos de argamassa PDF
    • Aluno: Juan Francisco Temoche Esquivel
    • Orientador: Mércia Maria Semensato Bottura de Barros
    • Categoria: Doutorado
    • Ano: 2009

    Neste trabalho enfoca-se o efeito da variação térmica na degradação da aderência de revestimentos de argamassa. Dentre os diversos fatores que condicionam a aderência dos revestimentos de argamassa, destaca-se aqui o cenário crítico definido pela presença de macro-defeitos na interface revestimento-base e também pela intensidade com que ocorre a variação de temperatura, encontrando-se uma situação extrema quando da ocorrência do choque térmico. Assim, o objetivo desta pesquisa é avaliar, de maneira experimental, o efeito de sucessivos ciclos de choque térmico na resistência de aderência de revestimentos de argamassa, em duas situações limites de taxa de macro-defeitos no contato entre o revestimento e a base e para duas distintas argamassas. Para dar suporte ao trabalho experimental foi elaborado um modelo computacional paramétrico, utilizando modelagem com elementos finitos. Com ele foi possível obter a distribuição de temperaturas, bem como as deformações e tensões geradas no revestimento, variando-se a intensidade do contato revestimento-base e alterando-se as características da argamassa de revestimento. A partir de então, definiram-se as variáveis de maior influência e a geometria dos corpos prova, bem como as condições de contorno a serem utilizadas no programa experimental. O programa experimental foi desenvolvido em duas etapas: uma etapa piloto e outra definitiva. Para sua realização foram desenvolvidos e construídos os equipamentos para execução e||controle dos ensaios cíclicos de choque térmico. Finalmente, foram realizados ensaios de resistência de aderência do revestimento e avaliados os efeitos de cada uma das variáveis estudadas, empregando-se suporte estatístico. ) Pelos resultados pode-se comprovar que os macro-defeitos na interface revestimento-base provocam diminuição na resistência de aderência a qual é agravada quando da ocorrência de cíclicos choques térmicos, ocorrendo a situação mais crítica para os revestimentos com maior módulo de elasticidade


Anterior Próximo
    1. . .  30    31    32    33    34    35    36    37    38    39  . . . 157