Teses, Dissertações e Monografias

Acesse a listagem abaixo para conhecer algumas das teses, dissertações e monografias desenvolvidas pelos alunos de pós-graduação do Departamento de Engenharia de Construção Civil da Escola Politécnica.

A consulta também pode ser feita na biblioteca de Engenharia Civil pelos telefones (11) 3091-5204 e 3091-9023, fax (11) 3091-5125 ou pelo e-mail biblioteca.civil@poli.usp.br.

Para saber o horário e o local das próximas qualificações e defesas, acesse o site Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil – PPGEC. e do ConstruINOVA - Mestrado Profissional em Inovação na Construção Civil.

Para conhecer as diretrizes de elaboração de teses e dissertações clique no link ou acesse o site da Biblioteca Digital.

Importante: a consulta aos arquivos das teses e dissertações fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:

Este trabalho é para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar o nome da pessoa autora do trabalho.

Buscar teses, dissertações e monografias
  • Estudo de argamassas com agregados reciclados contaminados por gesso de construção PDF
    • Aluno: Gerusa de Aguiar
    • Orientador: Silvia Maria de Souza Selmo
    • Categoria: Mestrado
    • Ano: 2004

    Para uma dada usina de reciclagem, avalia-se o emprego de areias recicladas, contaminadas por revestimentos de gesso, em argamassas de assentamento de alvenarias. Essas argamassas, em contato com umidade, podem desencadear a geração de etringita tardia e afetar o desempenho de alvenarias, conforme a porosidade dos materiais utilizados. Materiais característicos da região da usina produziram 4 areias recicladas (0 % até 0,5 % de sulfatos). As argamassas foram feitas com consumo de cimento na faixa de 100 kg/m3 a 220 kg/m3, incluindo uma argamassa de cimento e cal, de referência, com areia pura e quartzosa. São apresentados o consumo de materiais, a densidade e a consistência das argamassas no estado plástico; e no estado endurecido a 63 dias de idade, a resistência à compressão, tração na flexão, módulos de elasticidade estático e dinâmico, absorção de água e porosidade aparente, termogravimetria, DR-X, FR-X, sais e sulfatos solúveis e susceptibilidade a eflorescências. Entre 63 dias e 175 dias, as argamassas foram submetidas a 8 ciclos, de 7 dias a 100 % U.R., alternado por 7 dias a 40 °C. Houve alterações nas propriedades mecânicas e microestruturais

  • Ambiente para o ensino do desenho adequado às inovações tecnológicas e às novas propostas metodológicas PDF
    • Aluno: Maria Antonia Benutti Giunta
    • Orientador: Cheng Liang Yee
    • Categoria: Doutorado
    • Ano: 2004

    Este trabalho aborda a necessidade de um ambiente adequado ao novo paradigma de ensino de desenho, considerando as atuais propostas metodológicas e inovações tecnológicas. Visa levantar e analisar algumas questões relativas a problemas gerados pela improvisação e inadequação dos ambientes dos laboratórios de computação utilizados como salas de aulas de desenho e projeto, buscando propor diretrizes e parâmetros de projeto para um ambiente informatizado de ensino. Para a avaliação da adequação desses laboratórios, estudou-se a dinâmica entre a metodologia de ensino, a tecnologia utilizada, o arranjo do espaço físico e a ergonomia. Obteve-se como resultado uma série de critérios para a avaliação e/ou novos projetos de salas de aula e apresenta-se sugestões de parâmetros para projetos de salas de aula adequadas ao novo paradigma do ensino de desenho. Os critérios e parâmetros sugeridos neste trabalho foram empregados em um estudo de caso, no qual o projeto da remodelação de uma antiga sala de aula de pranchetas utilizada como laboratório para aula de desenho com utilização dos sistemas CAD. A análise permitiu a comprovação do modelo simplificado para a dinâmica da sala de aula que serviu para guiar os esforços da melhoria do ambiente de ensino. Através de uma metodologia racional de projeto, direcionada em função dos critérios e dos parâmetros estabelecidos, chegou-se a uma proposta para a reforma da sala. Esta metodologia traz como contribuição, uma forma de||otimizar a distribuição dos PTA, determinando as áreas de melhor visualização global em relação ao quadro branco e à tela de projeção, além de privilegiar a circulação entre os PTA e permitir a flexibilização deste arranjo. Assim como o mobiliário proposto permite boa visualização local em relação às telas do monitor, para os dois alunos ocupantes destes postos, graças à ligeira inclinação que apresenta no tampo. ) Por fim, foi feita a avaliação do projeto que em comparação com a sala original e algumas alternativas possíveis encontradas demonstrou ser a mais adequada

  • Análise comparativa entre o Método de Mahoney Tradicional e o Método de Mahoney Nebuloso para caracterização do clima no projeto arquitetônico PDF
    • Aluno: Carliza Bastos Sena
    • Orientador: Cheng Liang Yee
    • Categoria: Mestrado
    • Ano: 2004

    Os Quadros de Mahoney, aqui denominados de Método de Mahoney Tradicional, quando aplicados a cidades de climas de transição apresentam recomendações de projeto contraditórias, pois para dois grupos de dados climáticos estatisticamente iguais de uma mesma cidade chegou-se a recomendações de projeto controversas, devido a uma pequena diferença entre a média dos dados climáticos dos dois grupos. A remodelagem desse método desenvolvida por Harris, através da aplicação da Teoria dos Sistemas Nebulosos, aprimorou o método, permitindo a obtenção de recomendações mais consistentes para esse tipo de cidade. Neste trabalho será apresentada a análise mais detalhada do método remodelado por Harris, denominado aqui de Método de Mahoney Nebuloso, explorando seus resultados intermediários e comparando com os do Método de Mahoney Tradicional. Para tal, foram escolhidas, como casos de estudo, quatro cidades de regiões diferentes dentro do estado de São Paulo, no intuito de se verificar a caracterização climática dessas cidades através da freqüência dos indicadores climáticos dos dois métodos. Os resultados obtidos nas comparações entre esses dois métodos possibilitaram detectar como e onde ocorrem as falhas do método tradicional e as vantagens em se utilizar o Método de Mahoney Nebuloso, além de uma caracterização mais detalhada do comportamento climático das cidades estudadas, principalmente, com relação à transição entre as estações de verão e inverno

  • Estudo de metodologias para formatação de empreendimentos voltados para o segmento de parques de diversões PDF
    • Aluno: Anna Maria de Araújo Rodrigues
    • Orientador: Claudio Tavares de Alencar
    • Categoria: Mestrado
    • Ano: 2004

    A indústria do turismo é um dos setores da economia que mais tem crescido nos últimos anos movimentando mais de quatrocentos bilhões de dólares em todo o mundo, valor este que segundo a OMT - Organização Mundial de Turismo, passará a dois trilhões de dólares no ano de 2020. Para os países em desenvolvimento, como o Brasil, o turismo possibilita a expectativa de uma efetiva contribuição para o desenvolvimento econômico.Os parques de diversões podem atuar nesse sentido tanto como atração principal, tornando-se local de destino, quanto como incremento da oferta de entretenimento em destinações turísticas. No entanto, a simples transposição do modelo americano para o Brasil, não é garantia de sucesso. Pelo contrário, os parques nacionais embora inspirados no modelo americano devem estar voltados para as expectativas, hábitos e tradições do povo brasileiro. Para que isso ocorra o produto deve ser formatado adequadamente. Como a disciplina gerenciamento de projetos vem se tornando cada vez mais difundida no mundo, inclusive no Brasil, este trabalho tem por objetivo estudar técnicas e processos de gerenciamento de projeto que estejam voltadas para a formatação do produto, como uma forma de contribuir para uma formatação adequada do produto parques de diversões

  • Procedimentos para avaliação da degradação de reservatórios de polietileno para água potável expostos às intempéries PDF
    • Aluno: Maíse Vasques Ribeiro
    • Orientador: Vahan Agopyan
    • Categoria: Mestrado
    • Ano: 2004

    O trabalho propõe procedimentos para a avaliação da degradação mecânica de reservatórios de polietileno para água potável expostos às intempéries nas edificações brasileiras. Tais procedimentos envolvem a comparação das propriedades mecânicas antes e após a exposição acelerada de corpos de prova retirados de reservatórios de polietileno em equipamento Weather-O-Meter (WOM). Demonstra-se que esses procedimentos reproduzem a degradação provocada pela natureza, por comparação dos resultados obtidos na exposição acelerada até 10 800 horas em WOM com três anos de exposição natural em Piracicaba (SP)


Anterior Próximo
    1. . .  58    59    60    61    62    63    64    65    66    67  . . . 157