Teses, Dissertações e Monografias

Acesse a listagem abaixo para conhecer algumas das teses, dissertações e monografias desenvolvidas pelos alunos de pós-graduação do Departamento de Engenharia de Construção Civil da Escola Politécnica.

A consulta também pode ser feita na biblioteca de Engenharia Civil pelos telefones (11) 3091-5204 e 3091-9023, fax (11) 3091-5125 ou pelo e-mail biblioteca.civil@poli.usp.br.

Para saber o horário e o local das próximas qualificações e defesas, acesse o site Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil – PPGEC. e do ConstruINOVA - Mestrado Profissional em Inovação na Construção Civil.

Para conhecer as diretrizes de elaboração de teses e dissertações clique no link ou acesse o site da Biblioteca Digital.

Importante: a consulta aos arquivos das teses e dissertações fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:

Este trabalho é para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar o nome da pessoa autora do trabalho.

Buscar teses, dissertações e monografias
  • Resistência ao cisalhamento do concreto fresco por compressão triaxial PDF
    • Aluno: Levy von Sohsten Rezende
    • Orientador: Joao Gaspar Djanikian
    • Categoria: Mestrado
    • Ano: 1999

    A finalidade deste trabalho é a adaptação e utilização do ensaio triaxial, fundamentado nos princípios da Mecânica dos Solos, para caracterização de misturas de concreto no estado fresco. Foram realizados ensaios triaxiais em corpos de prova cilíndricos de concreto fresco, com dimensões de 10 x 20 cm, para medida das resistências ao cisalhamento, expressas pelos parâmetros dos ângulos de atrito interno e da coesão segundo o critério de ruptura de Mohr-Coulomb

  • Influência da dosagem na carbonatação dos concretos PDF
    • Aluno: Fabíola Lyra Nunes
    • Orientador: Paulo Roberto do Lago Helene
    • Categoria: Mestrado
    • Ano: 1999

    As armaduras no interior da peça de concreto são protegidas pelo próprio meio que as circundam, isto é, a elevada alcalinidade da solução aquosa presente nos poros da pasta do concreto propicia uma situação de passivação no aço, impedindo a oxidação do mesmo. O dióxido de carbono (C'O IND.2'), presente na atmosfera, ao penetrar nos poros da pasta por meio de difusão, desequilibra a solução aquosa ali presente, reduzindo o pH, despassivando a armadura e provocando sua corrosão. Neste trabalho, analisou-se a influência da relação água/cimento, da relação cimento/agregado, da consistência do concreto, da quantidade de álcalis e do tipo de cimento e, ainda, o sentido do plano de ruptura nos corpos de prova (cp's) na espessura de concreto carbonatada em condições normais e aceleradas de carbonatação. Dentre os fatores avaliados, os que mais influenciaram foram a relação água/cimento, o tipo de cimento, a concetração de C'O IND.2' e o sentido do plano de ruptura do corpo de prova. O plano de ruptura, transversal ao comprimento do cp, adotado, possibilitou a observação do efeito da zona de transição, entre os agregados e a pasta, na profundidade de carbonatação

  • Produtividade da mão-de-obra no serviço de alvenaria PDF
    • Aluno: Fausto Carraro
    • Orientador: Ubiraci Espinelli Lemes de Souza
    • Categoria: Mestrado
    • Ano: 1998

    O trabalho analisa a produtividade da mão-de-obra no serviço de alvenaria, através da identificação e entendimento dos fatores que a fazem variar. Coletou-se dados em nove obras, utilizando-se de uma metodologia padronizada, que possui as seguintes características: é confiável, de fácil aplicação e de baixo custo de operação. Esta metodologia mostrou-se eficiente como um instrumento para a gestão do uso da mão-de-obra no serviço de alvenaria, ainda durante a sua execução

  • Estudo da influência da geometria da fibra de aço na tenacidade à flexão dos compósitos de matriz de concreto PDF
    • Aluno: Nelson Lúcio Nunes
    • Orientador: Vahan Agopyan
    • Categoria: Mestrado
    • Ano: 1998

    O desempenho do concreto reforçado com fibras de aço quanto a tenacidade à flexão depende de, entre outros fatores, das características geométricas da fibra. Uma das principais características geométricas da fibra é o fator de forma, que é arelação entre o comprimento e o diâmetro da circunferência com área equivalente à seção transversal da fibra. Mediu-se experimentalmente a tenacidade à flexão de prismas de concreto reforçados com onze variedades de fibra de aço com ancoragem mecânica. Fator de forma, comprimento da fibra e teor de fibra foram correlacionados com as medidas mais utilizadas para caracterização da tenacidade. Com os resultados obtidos, mostrou-se o ganho de tenacidade com o aumento do fator de forma através da diminuição do diâmetro equivalente ou aumento do comprimento da fibra. Pode-se concluir que o diâmetro equivalente influencia na tenacidade quando o deslocamento vertical dos prismas é pequeno. O comprimento possui significativa influência, sobretudo nos maiores deslocamentos. Assim, comprova-se que o fator de forma (que mostra o grau de influência destes dois aspectos) é uma importante característica para avaliação do desempenho das fibras ancoradas mecanicamente na tenacidade à flexão do concreto reforçado com fibras de aço

  • Contribuição ao estudo das técnicas de preparo da base no desempenho dos revestimentos de argamassa PDF
    • Aluno: Mario Collantes Candia
    • Orientador: Luiz Sergio Franco
    • Categoria: Doutorado
    • Ano: 1998

    Este trabalho tem como objetivo principal compreender, por via experimental, a influência do preparo da base no desempenho dos revestimentos de argamassa. Procura-se proporcionar informações sobre os materiais e as técnicas de execução a serem utilizados durante o preparo da base, e com isso contribuir na diminuição dos fenômenos patológicos dos revestimentos dos edifícios. Para avaliar o desempenho dos revestimentos foram utilizados ensaios de resistência de aderência. Inicialmenteforam avaliadas as influências das técnicas do preparo da base nas características superficiais dos substratos, tais como índice de absorção inicial e rugosidade superficial. Finalmente avaliaram-se a influência dessas características na perdade água da argamassa para o substrato, nos tempos de sarrafeamento e nas resistências de aderência. As variáveis avaliadas foram: tipos de substrato, tipos de preparo da base, tipos de aditivos incorporados nas argamassas de chapisco rolado, tipos de argamassa de revestimento, tipos de aparelho para mdir a resistência de aderência à tração e tipos de preparo de corpos de prova para medir a resistência de aderência ao cisalhamento. Diante dos resultados obtidos, conclui-se que o tipode substrato e o tipo de preparo da base influem tanto nas resistências de aderência à tração como nas resistências de aderência ao cisalhamento. Constatou-se também, que as resistências de aderência ao cisalhamento, de uma forma geral, forammaiores que as resistências de||aderência à tração


Anterior Próximo